Peça do mês: março 2011

Descrição: Aquário circular, com corpo bojudo, de porcelana chinesa, branca adamascada. De rebordo saliente, tem duas pegas laterais com cabeça de quimera, de cuja boca pende uma argola de metal. Decorada exteriormente com quatro painéis de flores douradas, dois maiores à frente e atrás e dois menores nos lados. No seu interior, a decoração compõe-se de cinco grandes peixes coloridos que nadam por entre algas e flores abertas e em botão.


Quando falamos em aquários, pensamos numa estrutura transparente, em vidro ou em acrílico, com água, algas, pedras e, claro, peixes.

Este Aquário, peça do mês de Março, mês da Água e, por isso, mês da Vida, não é transparente, não tem água, não tem pedrinhas, e os peixes, as algas e as flores não estão vivos mas sim pintados! Os peixes que aqui se encontram têm rosto e uma expressão quase humana… Observe-os…

Feito em porcelana chinesa, este Aquário é um dos quatro exemplares do séc. XVII que compõem a Colecção de Cerâmica do Paço dos Duques. A porcelana encantava os homens deste tempo pela sua beleza, pelo seu toque (macio!) e pela qualidade. Este conjunto de atributos satisfazia o gosto dos clientes europeus que por isso a adquiriam, passando a ser designada de “porcelana de encomenda”.

Foram os portugueses os primeiros a proporcionar ao Velho Continente o contacto com estas porcelanas chinesas, peças raras e frágeis. Com o decorrer dos séculos, e por toda a Europa, chegaram milhões de exemplares em porcelana da China, sobretudo para abrilhantar a mesa e a decoração das classes mais abastadas, mais cultas e mais apreciadoras destas preciosidades.

Criada na China durante a Dinastia Tang (séc. VII-X) e preparada a partir de uma mistura de argila (10%), caulino (40%), feldspato (25%) e quartzo (25%), a porcelana teve na Dinastia Song (séc. X-XIII) a sua mais refinada produção, com o afinamento da massa e com a elegância das formas. Volvidos tantos séculos, a porcelana chinesa tem, ainda hoje, um prestígio inultrapassável, quando comparada a qualquer outro tipo de cerâmica.