Figura controversa na História Portuguesa, Sebastião José de Carvalho e Melo, Marquês de Pombal, nasceu a 13 de maio de 1699.
Reforçou o poder régio, foi o expoente máximo do despotismo esclarecido em Portugal, demonstrando toda a sua capacidade de governação na forma como encarou o terramoto de 1755.
Diminui o poder de algumas casas nobres, como prova o processo que culminou na tortura e execução em ato público do Duque de Aveiro, do Marquês de Távora e da sua mulher. Expulsou e confiscou os bens da Companhia de Jesus. Reformou o ensino, através da adoção de novos métodos pedagógicos e da criação de novas escolas.
Retomou a política de fomento industrial. Reformou a administração, as finanças e o sistema militar.
Após a morte de D. José I, o Marquês foi exilado em Pombal, tendo sido obrigado a viver afastado de Lisboa. Faleceu em 1782.