HORÁRIOS
 
Paço dos Duques de Bragança, Castelo de Guimarães e Igreja de S. Miguel:
Abertos todos os dias das 10.00 h às 18.00 h
Última admissão: 17.30 h
Encerra nos seguintes feriados:
1 de Janeiro, Domingo de Páscoa, 1º de Maio e 25 de Dezembro.


PREÇOS DE INGRESSO

Paço dos Duques
Taxa normal: 5,00€

Castelo de Guimarães
Taxa normal: 2,00€

Entrada livre 
- 1.º Domingo de cada mês para visitas individuais ou grupos até 12 pessoas, inclusive;
- Crianças até aos 12 anos, inclusive;
- Visitantes em situação de desemprego residentes na União Europeia *;
- Professores e alunos de qualquer grau de ensino, incluindo Universidades Sénior ou de 3.ª Idade, quando comprovadamente em visita de estudo e mediante marcação prévia confirmada pela Direção do Palácio,
- Museu ou Monumento *;
- Jornalistas em exercício de funções mediante comunicação prévia *;
- Investigadores/conservadores/restauradores, profissionais de museologia e/ou património em exercício de funções *;
- Membros do ICOM, ICOMOS e APOM.. 

* A entrada gratuita dos grupos escolares é limitada e está sujeita a marcação prévia (mín. 8 dias) através do Serviço Educativo pduques.se@culturanorte.pt, onde deverá constar a identificação da entidade requerente, o número de pessoas, a data e hora aproximada da visita, assim como um contacto do responsável pela mesma. A autorização da Direção do Paço dos Duques deverá ser impressa e apresentada na Bilheteira no próprio dia. Para mais esclarecimentos, pode contactar o 253 412273.


Desconto de 50% 
- Visitantes com idade igual ou superior a 65 anos*;
- Cartão de Estudante válido (terá de ter indicação do prazo de validade, segundo a Lei portuguesa) *;
- Cartão Jovem *;
- Família Numerosa (2 adultos + filhos) **;
- Bilhete Família (a partir de 4 elementos com ascendência e/ou descendência em linha reta, ou equivalente, comprovado legalmente) *.

* Requer comprovação documental.
** Requer comprovação documental emitida pela Associação Portuguesa de Famílias Numerosas.

   
Descontos Especiais
Bilhete Conjunto - Paço dos Duques + Museu de Alberto Sampaio: 6,00€
Bilhete Conjunto - Paço dos Duques + Castelo de Guimarães: 6,00€
Bilhete Conjunto - Paço dos Duques + Castelo de Guimarães + Museu de Alberto Sampaio: 8,00€


OUTRAS INFORMAÇÕES (ACESSOS, TURÍSTICA, ESTACIONAMENTO)

Coordenadas GPS: 41º26'47'' N; 08º17'28'' O
Acessos: Por Auto-estrada:
A3 (Porto), com saída em Famalicão ou Santo Tirso A7 até Guimarães (ver mapa).
A11
A28, A7
Outras Informações: nos postos de Turismo da Câmara Municipal de Guimarães, na Praça de Santiago tel. 253 518 750.
Estacionamento: na rua Conde D. Henrique e parque de estacionamento do Largo da Mumadona (estacionamento pago) e Campo de S. Mamede, excepto às sextas-feiras (estacionamento gratuito).


NORMAS DE VISITA E RESTRIÇÕES À ENTRADA


Prioridade à entrada de grupos com guia
Têm prioridade na aquisição do bilhete de entrada no Paço dos Duques e Castelo de Guimarães, os grupos com guia que adquiram um único bilhete, das diversas categorias existentes.
Não terão prioridade os grupos, ainda que acompanhados de guia, que pretendam entrar adquirindo bilhete individualmente.
Essa prioridade aplica-se apenas na aquisição do(s) bilhete(s). A entrada no espaço museológico segue a ordem de chegada, não tendo os grupos em questão prioridade sobre os visitantes individuais ou sobre os grupos acompanhados pelos técnicos do Serviço Educativo do Paço dos Duques.
A entrada no Museu e o percurso da visita têm, obrigatoriamente, de ser feitos seguindo as indicações dos vigilantes do Paço dos Duques e do Castelo.
Só é permitida a alteração do percurso normal de visita, em situações excecionais, e somente a grupos acompanhados pelos técnicos do Serviço Educativo do Paço dos Duques.


Restrições à entrada
1.    É proibida a entrada no Paço dos Duques aos visitantes acompanhados de animais à excepção de cães guias para cegos, devidamente mantidos pela trela, e acompanhando cidadãos portadores de deficiência visual.
2.    Poderá ser exigido ao visitante o depósito na recepção do Paço dos Duques, durante o período de visita, de objectos que pela sua natureza ou dimensões sejam eventualmente prejudiciais à segurança e à conservação do acervo e das instalações ou ainda possam constituir incómodo para os outros visitantes.
3.    O Paço dos Duques pode recusar a entrada a visitantes que se façam acompanhar por objectos que pelo seu valor ou natureza não possam ser guardados em segurança nas instalações que o Palácio dispõe para esse fim, ou que de algum modo possam perturbar a ordem.
4.    Caso o visitante pretenda guardar na recepção objectos que repute de elevado valor, estes devem ser declarados e identificados pelo visitante;
5.    A responsabilidade civil do Paço dos Duques pela guarda de objectos de valor elevado implica por parte do visitante a respectiva declaração e identificação;
6.    O Paço dos Duques pode recusar-se a guardar objectos pessoais do visitante, caso se verifique que estes não podem ser guardados com segurança na área de acolhimento;
7.    O Paço dos Duques poderá encerrar ou restringir a entrada por outros motivos, tais como:
7.1. Quando a segurança do acervo ou das pessoas, visitantes ou funcionários, estiver em risco;
7.2. Em casos de cedência de espaços que impliquem o encerramento do Palácio;
7.3. Em determinados eventos oficiais, tais como a presença de Sua Excelência o Presidente da República ou de membros do Governo, se a segurança dos mesmos assim o exigir;
7.4. Por outros motivos considerados pertinentes pela direcção do Paço sujeito a autorização da Direção da Direção Regional de Cultura do Norte.

Outras restrições:

1.    Nas instalações do Paço dos Duques, Castelo e à Igreja de S. Miguel, além das restrições à entrada constantes no artigo 16º deste regulamento, os visitantes estão também sujeitos às seguintes restrições, não podendo:
1.1. Fumar;
1.2. Tocar nos objectos expostos;
1.3. Usar flash, tripés e outro tipo de dispositivos de suporte, tais como bastões de fotografia extensíveis ou “selfie-sticks”;
1.4. Filmar;
1.5. Comer e beber;
1.6. Utilizar telemóveis;
1.7. Correr ou saltar no percurso museológico;
1.8. Ter qualquer tipo de comportamento que possa incomodar ou pôr em risco a integridade física dos outros visitantes e dos funcionários;
1.9. Ter qualquer tipo de comportamento que possa pôr em risco a integridade dos monumentos ou dos bens, museológicos ou não, pertencentes aos monumentos.
2.    O público escolar está sujeito ainda a regras específicas que são enunciadas no Serviço Educativo.