Devido à adesão que mereceu a nossa atividade de formação no âmbito do Serviços Educativos e porque não seria possível responder positivamente a todos os pedidos de inscrição, decidimos, em conjunto com o Mercado azul, realizar uma segunda edição da formação proposta para o dia 12 de Setembro, no dia 26 de Setembro.

Como as inscrições são limitadas, todos os interessados deverão enviar um e-mail, com a sua intenção em participar, sendo a inscrição confirmada após envio do comprovativo de pagamento de 5€ para o NIB 0781 0112 01120014018 90.

“Esta oficina é para todos aqueles que, numa acção introdutória,  desejam ter contacto com o mundo mágico da narração e do Conto de Histórias, através de distintas técnicas criativas e expressivas.

Na Oficina serão abordados temas como:

A expressão corporal, vocal, visualização, ritmo e atmosfera do conto, técnicas de narração oral e cénica, tipos de contos, diferentes histórias e livros, como escolher uma história para contar, ambientação, ética e vários contextos de narração.

Esta Oficina apresenta o Conto de História como uma ferramenta de inclusão social que se apresenta como forma de fomentar a construção de um corpo social activo e favorecer condições efetivas para a melhoria da qualidade de vida e o desenvolvimento do indivíduo por meio do incentivo à leitura e da valorização do livro.


Estratégia:

A Oficina: Como Contar Histórias? Ideias de como, onde e porquê... tem como linha condutora a arte de contar histórias, onde a orientadora irá apresentar os diversos aspetos dos processos de pesquisa sobre os contos/ histórias, as manifestações narrativas, o diálogo entre narração de histórias e animação de formas e a possibilidade de criação  e apropriação de suportes plásticos para contar histórias.

Na Oficina, irá explorar-se a estratégia de como o contador de histórias interfere na nossa cultura, trabalhando a descoberta desse contador na prática com jogos de interacção (desinibição, criatividade, relacionamento grupal),

- Expressão corporal (percepção do espaço, limites de ação, visualização corporal),
- Vocal e sonoro (voz e sons),
- Interpretação de contos (estudo através da leitura)

No final da Oficina, poderá ser criada uma montagem/apresentação de trabalhos de contadores de histórias (diversificando as possibilidades de propostas) pelos participantes.”