A história que Bonnie Finney contou aos elementos da comunidade que se revelaram “curiosos” foi trágica e sobre os maus-tratos à sua neta, os quais já tinham morto também um outro seu neto de forma brutal. E porquê azul? Porque apesar do azul ser uma cor bonita, Bonnie Finney não queria esquecer os corpos batidos e cheios de nódoas negras dos seus dois netos. O azul servir-lhe-ia como um lembrete constante para a sua luta na protecção das crianças contra os maus-tratos.  
A CPCJ—Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Guimarães, pretendendo dar continuidade à história desta avó, demonstrando como o efeito da preocupação de um único cidadão pode ter no despertar das consciências do público em geral relativamente aos maus-tratos contra as crianças, na sua prevenção, e na promoção e proteção dos seus direitos, lançou o desafio a toda a comunidade escolar de construírem laços azuis de grandes dimensões para oferecerem a entidades relevantes do Concelho de Guimarães, para que estas os colocassem nas fachadas dos seus edifícios, como meio de despertar consciências. Desta forma, a CERCIGUI, enquanto entidade aderente e parceira da CPCJ, escolheu o Paço dos Duques como uma das entidades a beneficiar de um dos laços.

 


É com imenso prazer e alegria que o Paço se junta a esta iniciativa. Por esse motivo, os nossos visitantes vão poder ver um Laço Azul a partir do dia 15 de Maio, Dia Internacional da Família, até ao dia 15 de Junho, no acesso principal ao interior do Paço: o nosso pátio!